Effd0923 8298 496a b920 a8e2deb70c84

Seja bem cedinho ou no fim de tarde, quem é que resiste àquele pão francês quentinho, pronto para derreter a manteiga, acompanhado de uma xícara de café com leite? Apesar do nome, o pão francês é quase um patrimônio brasileiro, sempre presente nas mesas das famílias arapiraquenses.

Na Panificadora Rio Branco, considerada a mais tradicional da cidade, são produzidos mais de 4 mil deles todos os dias. Crocante por fora e macio por dentro, o “carro-chefe da casa” é um dos mais disputados pelos arapiraquenses e também por quem vem de fora.

E por falar em tradição, a história da Rio Branco começou a ser escrita em 1962, quando o empresário Adalberto Pereira Rocha resolveu abrir uma padaria no cruzamento da Rua Domingos Correia e Avenida Rio Branco, num dos locais mais movimentados do centro de Arapiraca.

Na época, a padaria produzia e comercializava apenas pães e biscoitos. O tempo passou e no ano de 1984, ou seja, vinte e dois anos após ser fundada, o negócio já não se sustentava financeiramente e Adalberto Rocha resolveu alugar a padaria.

Ao tomar conhecimento do possível encerramento das atividades, o jovem Neusvaldo Rocha, sobrinho de Adalberto, resolveu arrendar o negócio do tio e no ano seguinte já funcionava como panificação e lanchonete.

Ao longo dos seus 55 anos em atividade, a Panificadora Rio Branco se transformou numa espécie de empório, com restaurante, lanchonete, confeitaria, mini supermercado e, é claro, a tradicional padaria, responsável por produzir um dos melhores pães da cidade, entre eles o cobiçado pão francês.

Com uma estrutura moderna e futurista, a Panificadora Rio Branco disponibiliza aos clientes uma área de convivência ampla e climatizada, comumente frequentada por estudantes, trabalhadores do comércio, executivos, políticos e até artistas de renome nacional que se hospedam na cidade.

Um dos mais fiéis clientes da panificadora é o corretor de imóveis José Carlos Almeida que, há anos, tem o hábito de convidar seus clientes para tomar café e fechar bons negócios na praça de alimentação do estabelecimento.

Ao lado do filho e “braço direito” Lenisvaldo, o proprietário da panificadora, Neusvaldo Rocha, conta com orgulho a trajetória do seu empreendimento. “Tudo era um sonho quando começamos e hoje esse sonho se transformou em realidade. Tenho muito orgulho do nosso trabalho ser reconhecido pela população. Continuaremos a missão diária de levar pães e alimentos de qualidade para as mesas dos arapiraquenses e dos alagoanos”, frisou o empresário.

Além de um moderno projeto arquitetônico, a padaria é totalmente informatizada, com catracas e comandas eletrônicas, softwares de gestão e rede sem fio. O tradicional balcão de pão se diversificou e hoje disponibiliza uma variedade de guloseimas, uma espécie de tentação aos olhos da clientela.

“O nosso diferencial é investir na qualidade dos nossos produtos com matéria prima de qualidade e funcionários bem treinados para melhor servirem os nossos clientes”, finalizou.