9324bfe9 ae43 4891 a742 f18bb360fef8

Uma operação policial deflagrada na manhã desta quarta-feira (18) resultou em três prisões nas cidades de Arapiraca e Feira Grande. Um dos presos é vigilante do Hospital de Emergência do Agreste e a prisão ocorreu em seu local de trabalho. O trio é suspeito de envolvimento num crime de homicídio na cidade de Feira Grande, ocorrido no último dia 5 de setembro.

Após investigações da Polícia Civil chegou-se aos suspeitos do crime. Os mandados de prisão contra os suspeitos foi expedido pelo juiz da comarca de Feira Grande, Lisandro Suassuna, que decretou prisão temporária de 30 dias contra Ivanir Germano dos Santos Neto, vulgo Netinho, 21; Gildá Germano dos Santos, 43, pai de netinho; e James Germano dos Santos, vulgo Jurantir, 37 anos, tio de Netinho e irmão de Gildá.

James Germano foi preso em seu local de trabalho, no Hospital de Emergência do Agreste, onde trabalha como vigilante. Gildá e Netinho foram presos em casa, na cidade de Feira Grande. Um quarto suspeito, identificado como Itamar Diego Pereira Soares, vulgo Timorinho, não foi localizado e já é considerado foragido da justiça.

O CRIME - No dia 05 de setembro de 2017 foi registrado um duplo atentado na rua Verereador José Teófilo Soares, no centro de Feira Grande. A vítima, Samuel Bezerra da Silva, 18 anos, foi alvejado e morreu no local. A segunda vítima, Ery Johnson da Silva, correu dos algozes, foi atingida por três disparos, socorrido no Hospital de Emergência do Agreste e escapou com vida. A motivação do crime seria dívida de drogas que as vítimas teriam com os suspeitos.