F2920c20 03e4 48eb b727 b13a129b047a

Moradora de um conjunto de casas populares no bairro do Benedito Bentes, em Maceió, a dona Maria Cícera foi surpreendida na noite de ontem (27) por uma ligação da polícia. Ela foi avisada que seu filho, João Lucas Santos da Silva, fazia clientes e funcionários de uma agência dos Correios reféns, no Distrito Luziápolis, na cidade de Campo Alegre.

A mulher foi conduzida pela polícia até ao distrito de Luziápolis, onde ocorria o assalto, para ajudar a negociar a rendição do filho e do comparsa, um menor de idade.

Na delegacia de São Miguel dos Campos, para onde a dupla foi levada após se entregar, dona Maria Cícera conversou com a reportagem e lamentou o envolvimento do filho no assalto e revelou o quanto tem batalhado para tirar o jovem da criminalidade.

“Fiz empréstimo no banco e estou devendo. Comprei uma moto pra ele trabalhar de mototáxi na Feirinha do Tabuleiro. Fazia de tudo por ele, pra não ver ele pegar nada de ninguém. Até o aluguel da casa dele eu ia pagar. Sempre paguei e hoje passo por isso. Estou arrasada, morta de vergonha”, desabafou.