06f4776c 049f 435c 837c 9ebd120d235b

Foi dado início, nesta quarta-feira (27), no Ginásio João Paulo II, mais uma edição do maior evento esportivo estudantil do interior do Estado de Alagoas, os Jogos Escolares de Arapiraca (JEAR).

A abertura contou com a presença do prefeito Rogério Teófilo, da vice Fabiana Pessoa, da secretária Municipal de Educação e Esporte, Mônica Pessoa, dos representantes do Legislativo Municipal, profissionais da Educação Física e integrantes responsáveis pela realização do evento.

Contando com 55 escolas, sendo 32 da rede pública e 23 da rede privada de ensino, a 19ª edição do Jear ultrapassou o número de participantes e disputas. São mais de 5 mil alunos/atletas em mais de 530 jogos disputados nas mais diversas modalidades esportivas, a exemplo do futsal, futebol de campo, atletismo, natação, vôlei, basquete, handebol, natação, xadrez e queimado.

O pastoril da Escola Maria das Dores de Carvalho Lima encantou o público presente com a interpretação de músicas referentes a cultura do povo nordestino com a dança que recebeu o nome de “Viagem pelo Nordeste”.

Ponto alto da abertura, a tocha que carrega a chama do JEAR, carregada por representantes das redes pública e privada de ensino, percorreu todo o Ginásio João Paulo II até chegar ao seu ápice, quando o estudante Severino Aguiar acendeu a pira olímpica.

Na ocasião, o prefeito Rogério Teófilo enalteceu a todos os alunos participantes por integrarem mais uma edição do já tradicional Jogos Escolares, e assegurou que esta será uma ação de paz, harmonia e integração entre todos os estudantes.

“Os vencedores desses jogos são todos vocês, que representam o que há de melhor no esporte estudantil alagoano. Esse é o exemplo de união que a força da política educacional proporciona, e que ela está ativamente presente aqui”, apontou o gestor municipal.

Encerrando a cerimônia de abertura, a princesa, a rainha e o rei dos jogos foram eleitos pelo juri técnico composto no centro do ginásio. A rainha escolhida foi a aluna da Escola Senador Rui Palmeira, Gabryelle Samara, a princesa foi a estudante da Escola Virgem dos Pobres, Ranyella Laura, e o rei foi o jovem Lucas Castro, da Escola Manoel Lúcio.