Foto: Adalberto Custódio D389a9d1 d8b6 4c1a 943f 9dec39c55b22

Conforme relatório divulgado pelo Núcleo de Processamento de Dados (NPD), os acidentes de trânsito continuam liderando as estatísticas, com 7.251 atendimentos a pessoas vítimas de traumas. As quedas e colisões de motos contabilizam 6.939 internamentos no período.

Ainda de acordo com o levantamento, no mesmo período do ano passado, o número de atendimentos foi de 34.062 pessoas.

As vítimas de acidentes de trânsito somaram 7.856 atendimentos.  As quedas e colisões de motos provocaram 7.294 internamentos no maior hospital público do interior de Alagoas.

O jovem Edilson Pedro dos Santos, de 24 anos, que reside no município de Craíbas, a 150 quilômetros de Maceió, foi uma das vítimas de acidente no trânsito.

Com algumas escoriações pelo corpo, o rapaz foi socorrido por volta das duas horas da madrugada desta terça-feira (26), no maior hospital público do interior de Alagoas.

Edilson Pedro sofreu acidente de moto teve algumas escoriações, recebeu atendimento e foi liberado em seguida.  


Campanhas

Diante dessa realidade, o HE do Agreste, por meio do Núcleo de Educação Permanente (NEP), vem adotando um programa de formação de multiplicadores familiares.

A iniciativa tem o propósito de promover uma maior conscientização das pessoas e, consequentemente, reduzir traumas que podem incapacitar ou deixar sequelas para o resto da vida.

Como parte do programa, segundo revela o cirurgião-geral Jean Rafael, que também é membro do Núcleo de Educação Permanente (NEP), são realizadas palestras educativas, uma vez por semana, dentro do próprio hospital.

O médico explica que, na formação de multiplicadores familiares, são mobilizados também os acompanhantes e familiares de pacientes que são internados com ferimentos provocados por arma de fogo ou arma branca.

Jean Rafael diz que as palestras educativas tratam, principalmente, de temas como o consumo de álcool, a importância do uso do capacete e de outros equipamentos de proteção individual, educação no trânsito com crianças, como dirigir nas estradas vicinais, bem como a importância da espiritualidade e da religião na prevenção de acidentes.

Desde o início do projeto, em dezembro do ano passado, até o último fim de semana, já foram formados mais de 180 multiplicadores familiares.

"A campanha não tem data para terminar. Vamos continuar realizando as palestras educativas, para reforçar o trabalho de prevenção e, com isso, tentarmos reduzirmos esses índices de acidentes no trânsito em nossa região", completou o médico.