5589e257 8796 4f4c b58d e58171c5a41d

Foi bastante concorrida a solenidade  que homenageou com o Título de Cidadã Honorária de Arapiraca, na noite desta quarta-feira (14), no plenário da Cârama Municipal , a Professora  Eliene Aparecida  Holanda Cavalcanti, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), campus de Arapiraca.

Durante a solenidade, a autora da homenagem, a Professora Graça, destacou o importante papel da Professora Eliane Aparecida Holanda Cavalcanti, na vida acadêmica da Ufal.
Professora Graça, disse que Arapiraca recebe como a mais nova filha de Arapiraca, muma mulher que não mede esforços para contriubuir com o desenvolvimento do município, mas precisamente no setor educacional de nível superior.

Professora Graça fez uma ampla avaliação da homenageada, sempre destacando o papel dela na luta por uma educação de boa qualidade do ensino superior.

Disse que a Professora Eliane Aparecida, pela sua dedicação as causas da educação, ocupou importantes cargos na Ufal, sendo atualmente, a diretora Geral e Administrativa  daquela institucional de ensino superior.

Outro também que usou a palavra, foi o Promotor de Justiça, Geraldo Magela Pirauá, ressaltando que o principalmente caminho de uma nação livre e desenvolvida, tem que seguir a trilha da educação.

Dr. Magela como é cohecido em Arapiraca, enalteceu as qualidades da homenageada, principalmente pela sua luta em instalar em Arapiraca, um curso de medicina na Ufal.

Também usou a palavra, o médico cardiovascular, Guilherme Pita, ao enumerar uma enorme lita de qualidades na vida acdêmica e profissional da Professora Eliane Aparecida, citando como exemplo, a sua incansável luta em instalar no município arapiraquense, o curso de medicina naquela instituição.

Ele fez questão em afirmar, que se hoje, em Arapiraca existe um curso de medicina na Ufal, a principalmente responsável por isso, é a Professora Eliane Aparecida.

Um dos pontos que chamou bastante a atenção no discurso do médico Guilherme Pita, que por diversas vezes disse que naquela época era totalmente contra a instalação de um curso de medicina na Ufal, por entende que a cidade não estivesse preparada para isso, foi um pedido especial.

“Ou Arapiraca se une para criar a Universidade do Semi Árido, ou vai permanecer dependendo de uma gestora que tudo tem feito para atrapalhar o crescimento de Arapiraca, como é o caso da reitora da Universidade Federal de Alagoas, a quem segundo ele fez questão de mencionar por diversas vezes disse a ela prórpria o seu descontentamento com a sua gestão.

A homenageada agradeceu ao Poder Legislativo de Arapiraca, por esse reconhcimento ao torná-la de fato e de direito, a mais nova filha da cidade, lembrando, que a sua responsabilidade aumenta mais ainda a partir de agora e que vai continuar lutando pela tornar cada mais vez, uma Universidade Federal mais forte e respeitada em todos os sentidos.

Particiciparam da solenidade, a mãe da homenageada, a senhora Maria Helena, o filho, Manoel Cesar, Arnaldo Tenório da Cunha Junior, Diretor Acadêmico da Ufal, Doutora Vânia Felix, Dr. Luis  Fernando  Mendes e Doutora Berta Mendes, a ex-secretária de ducação de arapiraca, Valéria Peixoto, Dr. Ademar entre outros convidados.