87af51ae b0e3 4daf b9f1 3a201f683981

Há oito rodadas o torcedor arapiraquense está com o grito de vitória preso na garganta. No Campeonato Brasileiro da série C o ASA não consegue uma vitória desde o último dia 2 de julho, ou seja, há praticamente dois meses o time vem amargando empates e derrotas. A última delas foi neste domingo (27), quando o alvinegro, jogando em casa, perdeu mais uma e de virada para a equipe do Cuiabá.

Pior do que o jejum é a situação do representante de Arapiraca na tabela do Brasileiro da série C. Com o resultado deste domingo, o ASA amarga a décima e última posição do Grupo A, com apenas 12 pontos. A situação fica ainda mais dramática, pois o penúltimo colocado (Moto Clube) está 5 pontos a frente do lanterna, ou seja, com 17 pontos, restando apenas duas rodadas para o final da primeira fase.

Resumindo em miúdos, o ASA precisa de duas vitórias para somar seis pontos e torcer para o vice-lanterna Moto Club perder as duas. Caso a equipe maranhense obtenha uma derrota e um empate, o ASA teria que vencer as duas e ainda ter que ultrapassar a equipe maranhense no saldo de gols, que hoje leva uma vantagem de sete gols.

O JOGO

Precisando do resultado o ASA partiu para cima do Cuiabá e não demorou a abrir o placar. Aos 15 minutos, Kanu cruzou na área e encontrou Juninho, que desviou de cabeça, fazendo a festa da torcida que precisava de motivos para se manter esperançosa.

A sequencia do primeiro tempo foi de muito equilíbrio. O time alagoano atacava mais e também ficava exposto aos contra-ataques. O técnico Marcelo Vilar resolveu segurar o resultado no primeiro tempo.

Veio a segunda etapa e o time visitante parecia mais disposto a buscar o resultado. Aos 10 minutos, Bruno Sávio recebeu na entrada da área, buscou e achou espaço para chutar e empatar o jogo, sem chances para o goleiro Carlão.

A partida seguiu equilibrada e a reta final seria emocionante. Aos 35 minutos, o alagoano Dakson, ex-CRB e hoje no Cuiabá, deixou Pereira livre, para mandar nas redes alvinegras e virar o jogo para a equipe cuiabana.

A torcida do ASA já mostrava tristeza com o resultado, quando aos 43 minutos, Juninho foi derrubado na área e o pênalti foi assinalado. O artilheiro Leandro Kível bateu e deixou tudo igual.

Depois do gol a equipe arapiraquense se lançou ao ataque para buscar a vitória. Mas o efeito foi contrário. Aos 49 minutos, Bruno Sávio invadiu a área e foi derrubado pelo zagueiro André Lima. Na cobrança, Daniel Amorim marcou e decretou o placar final do jogo. ASA 2 x 3 Cuiabá.