Cd597a6a 7ea7 47e1 b324 303187b50656

Uma jovem identificada pelas iniciais J.C.M, de 24 anos, foi resgatada, nesta quarta-feira, 26, no sítio Mumbaça, na zona rural do município de Feira Grande, no Agreste de Alagoas.  Ela é natural do estado de Minas Gerais e estava sendo mantida em cárcere privado por um homem que conheceu pela internet, com o qual era obrigada a manter relações sexuais.

De acordo com informações policiais, a jovem teria conhecido Severino Miguel de Lira, 35 anos, por meio de uma rede social. Ela veio da cidade de Campo Belo, em Minas Gerais, e chegou a Alagoas no dia 18 de julho, trazendo apenas uma bolsa de roupas.

A polícia chegou ao cativeiro, após denúncias anônimas. Durante conversa com a vítima, os militares constatarem que ela vivia em cárcere privado e era obrigada a manter relações sexuais contra sua vontade.

Ainda segundo informações da polícia, J.C.M. tem histórico de depressão, faz uso de remédios controlados e é usuária do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). Ela veio para Alagoas após o acusado prometer que ela teria uma vida nova no estado, e por ser de família muito pobre.

J.C.M. contou que o acusado, que possui vasto registro de viagens a diversos estados do Brasil, comprou a passagem, para que ela viesse para Alagoas, em uma empresa clandestina de ônibus e a convenceu a embarcar há cerca de dez dias. Durante a viagem, segundo a vítima, ela só teria se alimentado porque o motorista e os passageiros  lhe davam lanches.

A vítima relatou também que ao se ver sem os remédios, sem poder sair e obrigada a fazer sexo com Severino Miguel de Lira, ela tentou contato com pedir ajuda a membros de uma igreja evangélica da sua cidade natal, que oferece apoio a famílias pobres e em situação de vulnerabilidade, para tentar voltar para casa. No entanto, ao perceber, o acusado a impediu e a agrediu.

A jovem foi resgatada por uma equipe da Polícia Civil, que atuaram sob o comando da delegada Maria Fernandes Porto, que substitui temporariamente o delegado Gustavo Xavier do Nascimento, com o apoio do 59º Distrito Policia.

Uma assistente social da prefeitura de Arapiraca acompanhou a vítima a sede do Instituto Médico Legal (IML) para a realização de exame de conjunção carnal e corpo de delito. Segundo a polícia, ela será encaminhada de volta a cidade de Campo Belo, para junto dos familiares.

O acusado Severino Miguel de Lira foi preso e conduzido para a 4ª DRP onde permanece à disposição da Justiça.