14915563822102

Após o trágico acidente envolvendo dois ônibus escolares na semana passada, vereadores de vários municípios da região Agreste subiram em suas tribunas legislativas para cobrar dos prefeitos mais segurança nesse tipo de transporte.

Não é segredo pra ninguém que muitos desses vereadores, principalmente os de oposição, acabam se aproveitando da tragédia para prepararem discursos fortes, que visam apenas a autopromoção por meio de ataques diretos aos gestores.

O que muitos desses vereadores ainda não podem não ter percebido é a grande quantidade de camionetes e caminhões que, diariamente, circulam livremente realizando o transporte irregular de passageiros – inclusive estudantes - entre os sítios e as cidades.

Ao contrário dos ônibus escolares, os chamados paus-de-araras não oferecem as mínimas condições de segurança aos passageiros, que viajam praticamente pendurados nas carrocerias desses veículos.

Quem viaja pela rodovia AL 115, por exemplo, já deve ter visto a grande movimentação desse tipo de veículo realizando o transporte clandestino de pessoas. O fluxo aumenta, principalmente, nos dias de segunda-feira, quando acontece a Feira Livre de Arapiraca.

Na volta pra casa, além dos passageiros, os paus-de-araras transportam mercadorias de todo o tipo, a exemplo de animais, sacos de cereais e até móveis.