MP pede as prisões de professor aposentado e dentista de Arapiraca

Ambos são acusados de falsificação de documentos públicos, fraudes fiscais e lavagagem de bens



Por Redação c/ Assessoria

O Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal e aos Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica e Conexos (Gaesf), do Ministério Público Estadual de Alagoas, pediu a prisão de um professor aposentado e um dentista que estão envolvidos na operação “Nicotina”. Os dois são suspeitos de participar de fraudes documentais e fiscais e lavagem de dinheiro.

Os mandados de prisão foram cumpridos, porém, os dois acusados não foram localizados, portanto, encontram-se foragidos.

Jurandir da Silva é professor aposentado e morador da cidade de Arapiraca. Jurandir da Silva Júnior, filho do primeiro citado, é dentista da Prefeitura de Arapiraca e também reside no município. Júnior já tinha sido alvo de mandado de condução coercitiva na primeira  etapa da operação.

A operação foi desencadeada no dia 07 de fevereiro e desbaratou uma organização criminosa especializada em falsificação de documentos públicos, fraudes fiscais e lavagem de bens.

Já  existem quatro pessoas presas na Nicotina. Atualmente as investigações continuam em Alagoas, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Goiás.



Veja Mais


Comentários

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.


  • Avatar

    {{ comment.nome }}

    {{ comment.created_at | date : 'dd/MM/yy HH:mm' }}

    {{ comment.comentario }}