Em visita surpresa à CASAL, vereadores pedem providências urgentes sobre o abastecimento d'água em Arapiraca



Por Redação

Uma comissão formada por doze vereadores fez, na manhã desta sexta-feira (17), uma visita surpresa ao rerente regional do escritório da Casal, em Arapiraca, Tácito Castelo Branco.

Na oportunidade, os vereadores cobraram soluções imediatas para o problema da falta de água em Arapiraca, onde existem comunidades que não recebem o produto, há cerca de dois meses, o que tem gerado uma grande revolta da população e aumentado o interesse dos vereadores em resolver o problema, que já foi discutido várias vezes no Poder Legislativo, até com duas audiências públicas com a presença dos dirigentes da Casal.

Durante 40 minutos, o diretor do órgão em Arapiraca, fez uma exposição para os vereadores explicando os motivos desta falta de água.

Segundo ele, um dos principais motivos é a redução do nível do Rio São Francisco, onde era de 1.400 metros cúbicos, agora é de 700 metros cúbicos.
Uma das preocupações dos vereadores, é com relação as comunidades das Zonas Rural e Urbana  que enfrentam sérios problemas com a falta de água.

De acordo com Tácito, a maneira encontrada para resolver, pelo menos de imediato o problema, está sendo tomado um procedimento, onde irá avançar, a mais ou menos 60 metros do leito do rio, colocando máquinas flutuantes para bombear água para os reservatórios.

Pressionado pelos vereadores, se a empresa poderia confirmar uma data para resolver este problema, ele disse que até o mês de março, Arapiraca terá normalizado o seu abastecimento.

Vários questionamentos foram feitos pelos vereadores, que queriam saber se poderiam sair dali com uma resposta satisfatória para repassarem  à  sociedade.

Os vereadores também questionaram o fato de que só os pequenos consumidores têm o seu fornecimento suspenso quando atrasam o pagamento, enquanto que, os Poderes Públicos, atrasam meses e até anos, mas mesmo assim, continuam tendo o produto.

Como resposta, ele disse que há uma determinação da presidência da empresa, que no caso do atraso no pagamento, só os serviços essenciais como escolas, postos de saúde, creches e outros órgãos, não seriam cortados os serviços, mas os demais como administração, poderiam ter o fornecimento suspenso.

Comunidades como Itapicuru, Carrasco, Baixa do  Capim,  Poção, Vila Aparecida entre outros, foram questionadas pelos vereadores, que alegaram receber diariamente dezenas de ligações via telefones, cobrando uma solução por parte da Câmara Municipal de Arapiraca.

A cada explicação dada pelo gerente regional da Casal, aumentava mais ainda a ansiedade dos vereadores em saber quando o fornecimento de água na cidade iria voltar ao normal e cobravam uma posição urgente para o problema.

Ao final do encontro, ficou definido, que na próxima quarta-feira (22), haverá uma Audiência Pública, às 14h00, tendo como local o plenário da Câmara Municipal de Arapiraca, com a presença de todos os vereadores e a direção do órgão, cujo objetivo seria uma resposta definitiva quanto ao abastecimento de água em toda Arapiraca.

Estiveram participando da visita, a presidente da Casa, Professora Graça, os vereadores Melquisedec, Thiago ML, Léo Saturnino,Pastor Marcos Caetano, Sinielza, Dr. Fábio, Willomaks da Saúde, Pablo Fênix, Gilvania Barros, Rogério Nezinho e Edvanio do Zé Baixinho.



Veja Mais


Comentários

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.


  • Avatar

    {{ comment.nome }}

    {{ comment.created_at | date : 'dd/MM/yy HH:mm' }}

    {{ comment.comentario }}