Poeta José Inácio Vieira de Melo lançará seu sétimo livro no próximo mês em Arapiraca



Por Redação c/ Assessoria

Sete é o novo livro de poemas de José Inácio Vieira de Melo. Publicado pela editora 7Letras, a obra, que é permeada pela mística que envolve o número 7 e tem lançamento marcado para o dia 3 de agosto na Casa da Cultura de Arapiraca, a partir das 19 horas. Durante o lançamento José Inácio fará o recital “JIVM pintando o SETE” com poemas de toda sua obra.

Como o próprio título indica, Sete é o sétimo livro de José Inácio. Está dividido em sete capítulos, que, por sua vez, estão divididos em sete partes, e cada parte, divididas em sete estrofes. E dos sete capítulos, três são todos compostos em versos de sete sílabas. Sétimo filho de uma família de nove irmãos, sendo o terceiro dos cinco que vingaram, JIVM se deixa imbuir pela força do 7, número bíblico da plenitude, para compor seu novo poemário.

O livro conta com apresentação do ficcionista e dramaturgo Ronaldo Correia de Brito e dos poetas Salgado Maranhão e Thiago de Mello. A fotografia é do mineiro Ricardo Prado e as capas e ilustrações são da artista plástica pernambucana Hallina Beltrão. Outra peculiaridade do Sete é que ele tem três capas diferentes.

No posfácio, assinado pelo escritor Ronaldo Correia de Brito, ele afirma: “Sete é um livro marcado a ferro pela poesia de José Inácio: exaltada, sensual, repleta de metáforas. (...) A poesia quase religiosa e agudamente erótica aproxima José Inácio dos poetas místicos e dos profetas bíblicos e sertanejos, com delírios em que se misturam os sete olhos de Deus e a besta infernal do Apocalipse”.

Já o poeta Salgado Maranhão, responsável pelo texto das orelhas, destaca: “Semelhante a um quadro cubista, a poética de José Inácio Vieira de Melo, comporta as deformações do discurso anti-linear, e não se rende a uma lógica redutora. Aqui, as vozes se aconchegam oriundas de múltiplas origens, cuja meta principal é a sinfonia do encantamento. De tal modo que, não há como não identificá-lo, com destaque, no panorama das poéticas brasileiras de hoje”.

Na quartacapa, o poeta amazonense Thiago de Mello, em um texto síntese, vaticina: “O leitor vai seguir a senda mágica, que se prolonga musical nas páginas encantadas do Sete. Eu simplesmente concedo que não me engano. José Inácio Vieira de Melo é uma voz que vem atravessar o tempo, cantando no caminho da Poesia brasileira”.

Com o livro Sete José Inácio foi o vencedor do Prêmio QUEM 2015, da Revista Quem, da editora Globo, na categoria Literatura - Melhor Autor. Os finalistas do Prêmio foram Alexandre Marques Rodrigues, Ana Maria Machado, Cristovão Tezza, José Inácio Vieira de Melo, Marcelo Mirisola, Marcelo Rubens Paiva, Mary del Priore, Noemi Jaffe e Paulo Cesar de Araujo. A comissão julgadora foi formada por Bia Corrêa do Lago, Claufe Rodrigues, Edney Silvestre e Valmir Moratelli.

A obra de JIVM tem alcançado considerável reconhecimento de público e tem merecido a atenção de grandes nomes da literatura de língua portuguesa – como Affonso Romano de Sant’Anna, Ruy Espinheira Filho, Fernando Py, Casimiro de Brito e Gonçalo M. Tavares, assim como dos saudosos Lêdo Ivo, Moacyr Scliar e Hélio Pólvora.

José Inácio Vieira de Melo (1968), alagoano radicado na Bahia, é poeta, jornalista e produtor cultural. Publicou os livros Códigos do silêncio (2000), Decifração de abismos (2002), A terceira romaria (2005), A infância do Centauro (2007), Roseiral (2010), Pedra Só (2012) e as antologia 50 poemas escolhidos pelo autor (2011) e O galope de Ulisses (2014), esta última organizada pelo poeta e ensaísta Igor Fagundes, que defendeu tese de doutorado, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, na qual a obra de JIVM comparece como parte de uma dramaturgia mítico-filosófica.

Organizou Concerto lírico a quinze vozes: Uma coletânea de novos poetas da Bahia (2004) e Sangue Novo: 21 poetas baianos do século XXI (2011). Participa de várias antologias no Brasil e no exterior, dentre elas Roteiro da poesia brasileira: Anos 2000 (São Paulo, 2009), Impressioni d’Italia: Piccola antologia di poesia in portoghese con traduzione a fronte (Napoli, 2011), En la otra orilla del silencio: Antologia de poetas brasileños contemporáneos (Cidade do México, 2012), Traversée d’océans: Voix poétiques de Bretagne et de Bahia (Paris, 2012).

Coordenador e curador de vários eventos literários, como a Praça de Poesia e Cordel, na 9ª, 10ª e 11ª Bienal do Livro da Bahia (2009, 2011, 2013), em Salvador, e o Cabaré Literário, na I Feira Literária Ler Amado, em Ilhéus (2012). Tem poemas traduzidos para o alemão, espanhol, finlandês, francês, inglês e italiano.

 

Livro: Sete
Autor: José Inácio Vieira de Melo
Apresentação: Ronaldo Correia de Brito, Salgado Maranhão e Thiago de Mello
Capas e ilustrações: Hallina Beltrão
Fotografia: Ricardo Prado
Editora: 7Letras
Páginas: 108
Preço: R$ 35,00

Contatos:

José Inácio Vieira de Melo
(73) 9 8845 5399 / (73) 3526 1936
E-mail: jivmpoeta@gmail.com

Fanpage: www.facebook.com/joseinaciovieirademelo.jivm



Veja Mais


Comentários

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.


  • Avatar

    {{ comment.nome }}

    {{ comment.created_at | date : 'dd/MM/yy HH:mm' }}

    {{ comment.comentario }}