Suspeita de bombas nas estações da CPTM paralisam linha 11 Coral.

Estação Guaianases e Corinthians – Itaquera tiveram que ser evacuadas e circulação de trens interrompida nesta manhã.



Por Net Vírtua
Carros da polícia e dos bombeiros perto da estação Guaianases
Carros da polícia e dos bombeiros perto da estação Guaianases (Gero/Estadão Conteúdo)

 

Na manhã dessa sexta feira, 11, foram encontrados nas estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) objetos que se pareciam com bombas nas estações Guaianases e Corinthians – Itaquera que compõem a linha 11 coral.

De acordo com a CPTM, um técnico que trabalhava na estação Guaianases visualizou um objeto suspeito atrelado a um celular e comunicou a companhia que acionou o GATE, Grupo de Operações Especiais da Polícia Militar de São Paulo. A estação foi evacuada com a orientação de funcionários da CPTM e através dos altos falantes da estação.

Tudo ocorreu no horário de maior movimentação de pessoas nas estações, segundo dados divulgados pelo Bom Dia São Paulo, programa da rede Globo, 2,7 milhões de 

pessoas utilizam os trens da CPTM, sendo que 650 mil usuários dependem da Linha 11 coral que liga Mogi das Cruzes ao centro de São Paulo, passando por quatro cidades da grande São Paulo e em boa parte da zona leste.

Logo depois da descoberta do objeto em Guaianases, a CPTM recebeu informação sobre outra suspeita de bomba, desta vez na estação Corinthians – Itaquera. A companhia informou que foram achados celulares com tubos nas lixeiras da estação. Ainda no entorno da mesma, a PM encontrou outro objeto suspeito na Avenida do Contorno.

A circulação de trens foi paralisada entre as estações Tatuapé na zona leste e Antonio Giannetti Neto na grande São Paulo. Como alternativa, os usuários tinham a estação Calmon Viana onde poderiam pegar a linha 12 safira que vai até a estação Brás da CPTM, todavia, como único recurso, as estações da linha 12 superlotaram rapidamente.

A CPTM acionou a operação PAESE (Ônibus que são acionados pela CPTM em caso de problemas nos trens) para atender as áreas afetadas com a paralisação, mas a confusão e a superlotação foram inevitáveis. 650 mil pessoas foram prejudicadas na manhã desta sexta-feira. Até o fechamento desta matéria, a operação ainda segue paralisada.

Fonte: Net Vírtua



Veja Mais


Comentários

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.


  • Avatar

    {{ comment.nome }}

    {{ comment.created_at | date : 'dd/MM/yy HH:mm' }}

    {{ comment.comentario }}