Parabéns, meu amor!



Por Victor Silva
()

Há quem diga que futebol é "apenas um jogo", que são apenas 90 minutos e que a diversão encerra ao apitar final do juíz. Quem fala isso, parafraseando o grande Dorival Caymmi, "Bom sujeito não é".

É inexplicável o sentimento que sinto pela Agremiação Sportiva Arapiraquense, o ASA de Arapiraca, ASA gigante ou, simplesmente, ASA. São aproximadamente 17 anos acompanhando meu clube, dos 20 que tenho. E embora muito novo, acompanhar o título de 2000 ainda hoje me marca. Ou lembrar da multidão de 2001 na frente do Coaracy, onde Julinho Porradão falou aquela frase história "Eu sou bicampeão, galera de Arapiraca." Cidade tomada pela apaixonada torcida alvinegra.

Há vários e vários momentos, outras conquistas, outras histórias, mas o intuito deste texto é apenas parabenizar e agradecer.

Parabéns ao time que transmite uma energia inigualável dentro de campo, um sentimento que está acima de qualquer palavra e ou atitude. Aquele time que nos faz ficar com o ouvido coladinho no bom e velho rádio de pilha, que nos faz tremer a cada lance importante, seja de ataque ou de defesa.

Ser alvinegro é chegar cedo no estádio, tomar sol durante basicamente o tempo todo e não reclamar de absolutamente nada. É bradar o "Uh, ASA Gigante" e ver todo o estádio fazer o mesmo. Ver os senhores na arquibancada charmosinha, transmitindo um sentimento apaixonado pelo time, mas, silencioso.

Só tenho a te agradecer, meu gigante, pelos bons momentos, pelas lágrimas de alegria, pelas noites sem dormir ansioso com uma partida, e, acima de tudo, pelo orgulho de dizer em qualquer canto: Sou matuto, sou guerreiro, sou ASA. Que daqui pra frente, mais e mais alegrias venham, que a cada dia mais haja motivo para torcer por ti, embora, eu saiba que jamais poderia nascer e torcer por outro time, eu sinto isso.

Nas cabeçadas de Jaelson, Edson Veneno e Nena. Nos "impossíveis" que Paulo Tenório fazia para que o alvinegro sempre DISPUTASSE as competições que se inscrevia. No "Arapiraca vai ter um time", em 1952, e em tantas e tantas histórias, A BRAVURA do Arapiraquense sempre esteve presente. O Povo de Arapiraca é representado por um clube que honra, em todos os aspectos, essa população tão aguerrida e sonhadora.

E se as alegrias em torcer por ti desaparecerem? Tem problema não, o orgulho vai sempre existir e no pulsar do meu coração, no correr do sangue das minhas veias, sempre vai haver um motivo para dizer: Sim, torço pelo ASA DE ARAPIRACA.

Parabéns pelos seus 63 anos, GIGANTE!



Veja Mais


Comentários

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.


  • Avatar

    {{ comment.nome }}

    {{ comment.created_at | date : 'dd/MM/yy HH:mm' }}

    {{ comment.comentario }}