Papo de Nutri

É verão!! Como espantar o calor?

6fbc5053 e0d8 408e 9d6f e34f9b66212c

É verão!! Como espantar o calor?

 

              O verão chegou e com ele as altas temperaturas que, muitas vezes, ultrapassam os 35 graus Celsius. A opção para aliviar o calor é optar pelas comidas e bebidas mais leves. O importante para passar pelo verão, sem riscos a saúde, é se hidratar. Os sucos e as frutas mais suculentas são uma boa opção.  Nesta estação, temos uma variedade de frutas: Abacaxi, melancia, laranja, acerola, goiaba, maçã, banana, manga, mamão. Que, além de refrescar, fornecem boas quantidades de viataminas e minerais.

              Então vamos lá para algumas dicas para ajudar na hidratação e curtirmos com saúde o verão.

  1. Tenha sempre uma garrafinha de água como sua fiel companheira. Para estimular a ingestão, você pode saborizá-la com: pedaços de gengibre, cupos de melancia, fatias de limão e laranja, folhinhas de hortelã;
  2. Frutas já cortadinhas e faceis de comer. Isso vai facilitar a sua vida na hora que você sentir vontade de beliscar e quiser assaltar a geladeira;
  3. Frutas congeladas (ex.: melancia e uva) são uma boa opção pra ficar mastigando e se refrescar;
  4. Sucos detox. Além de refrescantes eles são uma “Bomba” de vitaminas e minerais. Tente variar o máximo os sabores e as cores dos ingredientes ( ver receita)
  5. Fazer sorvetes caseiro de frutas ( ver receita). É uma excelente estratégias para os baixinhos e, tambem, para os papais;
  6. Aposte também na água de coco. Ela tem baixissima caloria e é um repositor natural de eletrólitos.

Suco Tentação do Verão  

Ingredientes:

1 fatia de melancia

1 fatia de abacaxi

folhinhas de hortelã

gengibre

cubos de gelo 

Obs: não precisa acrescentar água ( A melancia é composta de 95% de água) nem açúcar. As frutas já possuem açúcar naturalmente.

Modo de preparo: 

Bata todos os ingredientes no liquidificador e está prontinho.

 

Creme de Papaia (zero açúcar, zero glúten, zero lactose)

Ingredientes:

Mamão Papaia maduro

Sucralose

Modo de preparo: 

Amasse o mamão com um garfo e leve para congelar (pode utilizar formas de gelo);

Leve para triturar (multiprocessador) até a consistência de sorvete;

Acrescente algumas gotinhas de adoçante;

Sirva em tacinhas de sorvete. A galerinha vai amar!!!

Obs.: Pode substituir o mamão por banana bem madura (para o sorvete de banana não é necessário acrescentar nenhum adoçante), Morangos, graviola.

 

 

Por: Dra. Renata Queiroz
Especialista em Emagrecimento e Nutrição Aplicada ao Esporte
Arapiraca - Clinica Frassy Feijó: 9823.3034 / 4102.0533
Maceió – Centro Médico Hemerson Casado – 3435.2000 / 99981.6600

Por que algumas mulheres sentem tanta dor no "Pé da Barriga"?

E8a88482 814d 452e 9e2c 142521e2c3c6

Por que algumas mulheres sentem tanta dor no “Pé da Barriga”?

          Vamos falar um pouquinho sobre DOR PELVICA CRONICA (DPC) que é aquela famosa dorzinha abaixo do umbigo. Dor pélvica crônica é definida como dor pélvica não menstrual com duração de pelo menos seis meses, suficientemente intensa para interferir em atividades habituais e que necessita de tratamento clínico ou cirúrgico.

          A prevalência estimada de DPC é de 3,8% em mulheres de 15 a 73 anos (superior à enxaqueca, asma e dor nas costas), variando de 14 a 24% em mulheres na idade reprodutiva, com impacto direto na sua vida conjugal, social e profissional, o que transforma a dor pélvica crônica em um sério problema de saúde pública. O dado mais alarmante é que 60% das mulheres com a doença nunca receberam o diagnóstico específico e 20% nunca realizaram qualquer investigação para elucidar a causa da dor ( mais detalhes sobre diagnóstico e tratamento no link abaixo).

          Pois bem!! E qual a importância da alimentação na prevenção da DPC ?

          No meu consultório a maior reclamação vem de problemas gastrointestinais (excesso de gases e constipação), Coluna (devido ao excesso de peso) e as dores vindas da Endometriose. Uma alimentação Saudável e o controle de peso estão associados a melhora da sintomatologia das dores. Abaixo alguns alimentos que podem trazer benefícios para quem sofre desse mal e os que podem potencializar as dores.

Alimentos Benéficos

  1. Fibras

          As fibras são partes do alimento que não são absorvidas e passa direto pelo intestino. Além de não fornecerem calorias, elas diminuem a absorção do colesterol, de gorduras e de açúcares, e causam sensação de saciedade prolongada, afinal, permanecem no estômago juntamente com os outros nutrientes por mais tempo, retardando a sensação de fome e o consumo de mais calorias. São encontradas nas frutas, cereais integrais, feijões, verduras, legumes, oleaginosas (castanhas, sementes). Associadas ao consumo regular de agua podem beneficiar aquelas pessoas que sofrem da DPC por constipação, excesso de gases, dores musculoesqueléticos e até mesmo quem sofre de endometriose.

        2. Lactobacilos

           Os lactobacilos são micro-organismos vivos, como bactérias ou leveduras, e podem ser encontrados em alimentos, como leites fermentados e iogurtes. Também é possível ingeri-los na forma de cápsulas, por meio de suplementação alimentar. Os que mais se destacam são os lactobacilos, as bifidobactérias  e os estreptococos, já que apresentam maior número de benefícios. Esses “bichinhos” além trazer saúde ao nosso intestino, ajudam na imunidade, está relacionado a diminuição de inflamações ( algumas causas da DPC) e, até mesmo, ajuda no emagrecimento.  

           3. Ácidos Graxos

              Os ácidos graxos também são aliados ao combate de algumas DPC como é o caso da ENDOMETRIOSE  por possuírem  efeito anti-inflamatório, reduzindo a inflamação causada pelo acúmulo de tecido endométrio nos órgãos e, consequentemente, aliviando as fortes dores. Sementes como a linhaça e a chia, por exemplo, são ricas em ácidos graxos ômega 3 e 6, além de boas fontes de fibras.

          4. Antioxidantes

             Os radicais livres são os principais responsáveis pelos processos de oxidação que causam a inflamação das células. Por isso, investir no consumo de alimentos ricos em antioxidantes como as vitaminas A, C, E e do complexo B, presentes em frutas cítricas, frutas vermelhas, sementes de abóbora, óleo de oliva pode ser benéfico no alívio de alguns quadros de DPC.

Alimentos que podem piorar a DPC

           1. Açucares e carboidratos refinados

               Além do consumo exagerado estar ligado ao excesso de peso pode, também, aumentar a inflamação celular e com isso piorar a intensidade e a frequência das Dores Pélvicas Crônicas. Portanto, moderação é o conselho para quem adora os doces, refrigerantes, produtos de panificação, etc.

            2. Alimentos industrializados (embutidos, defumados, enlatados)

               Atire a primeira salsicha aquela que nunca trocou um jantar por um sanduba cheio de bacon, maionese, hambúrguer etc etc etc ou por uma pizza congelada? A falta de tempo e a facilidade do preparo desses alimentos está fazendo com que eles estejam cada vez mais presentes nas nossas mesas. Além de um alto teor de gordura, possuem aditivos e substâncias que só trazem prejuízos a nossa saúde. Portanto, aquelas mulheres portadoras de DPC devem ficar bem distantes deles.

            3. Glúten e Lactose

                O tema ainda é controverso: bota glúten e lactose... Tira glúten e lactose.. Alguns especialistas dizem que alimentos fontes desses nutrientes podem potencializar a inflamação. Beeeem, na minha prática clínica, algumas pessoas portadoras de DPC de origem intestinal e endometriose reagem bem com a retirada do glúten e lactose, entretanto, existe um outro grupo que não tem nenhum benefício com a sua retirada. Desta forma, vale testar. 

               Se você quer saber mais sobre este tema DOR PELVICA CRONICA como é feito o diagnóstico, que especialista procurar, tratamento. Não deixe de assistir o bate papo, link abaixo, que eu tive com dois grandes especialistas da área de Ginecologia e Acupuntura.

Ahhh, deixe suas opiniões e sugestões!!

Beijos da NUTRI

Por: Dra. Renata Queiroz
Especialista em Emagrecimento e Nutrição Aplicada ao Esporte

Instagram: @nutrirenataqueiroz

Blog: PAPODENUTRI.com.br


 

Meu Intestino Não Funciona

8845e0c0 0703 4dc7 ac89 0eb41f9aa58c

               Essa é uma das reclamações de, pelo menos, 60 a 70% das pessoas que chegam ao meu consultório. A sensação desconfortável, excesso de gases, por estar vários dias sem ir ao banheiro ou ir e ter a sensação que não evacuou completamente é uma condição que pode afetar qualquer pessoa em qualquer idade. Geralmente, a grande maioria dos casos, tudo se normaliza após mudanças de alguns hábitos.

              Principais causas da constipação intestinal

  • Baixo consumo em frutas;
  • Baixo consumo de líquidos;
  • Falta de exercícios físicos;
  • Ignorar a vontade de ir ao banheiro;
  • Mudança na rotina (ex: viagens);
  • Efeito colateral de alguns medicamentos;
  • Ansiedade e estresse;
  • Algumas intolerâncias, como: Lactose e glúten.
  • Gravidez

              Portanto, para evitar ou tratar a constipação intestinal deve-se aumentar, primeiramente,  o consumo de fibras ( vegetais, grãos integrais) e líquidos (água, sucos, caldos, agua de coco, etc), praticar atividade física, tentar controlar o estresse,  fazem parte da terapêutica de sucesso para a maioria dos casos de constipação intestinal crônica.

             Abaixo, um exemplo de suco laxante que costumo prescrever para os meus pacientes.

 

Suco Laxante

1 fatia fina de mamão

1 copo (200ml) suco de laranja lima

1 col sopa de linhaça dourada

2 ameixas secas (hidratadas por 12h)

100ml de água (agua utilizada para hidratar as ameixas)

Bata tudo e tome sem coar, em jejum.

 

              Se os sintomas persistirem procure um médico ou nutricionista para que seja feita uma avaliação.

Por: Dra. Renata Queiroz
Especialista em Emagrecimento e Nutrição Aplicada ao Esporte
Arapiraca - Clinica Santa Fé: 99681.1617 / 99104.7738
Maceió – GASTROMED (Shopping Maceió) – 3325.7470 / 3327.0136 

Meu filho tem colesterol alto e agora?

514462c7 f1a8 42f4 b245 e3f0c53a952b

              

               Se pensarmos nos hábitos alimentares das gerações dos anos 1970/1980 também comíamos guloseimas, pizzas, refrigerantes entre outras delícias cheias de açúcares e gorduras. Afinal, o que é uma infância sem essas “gordices”? Entretanto, tudo era limitado. As sobremesas eram, apenas, após o almoço ( lógico que tinham as roubadinhas depois que os nossos pais se afastavam, mas bem pouco para eles não perceberem). E os refrigerantes? Lógico, não podia faltar no almoço do domingo.

               Bem, vamos agora fazer uma análise da situação atual das nossas crianças. Vamos começar pelos lanches da escola? Esses se resumem em salgadinhos fritos e refrigerantes. E em casa é diferente? Infelizmente, não!! Refrigerantes, doces, biscoitos recheados, frituras,  nenhuma ou quase nada de frutas... E o feijão com arroz? Affff.. tem uma história de não gostar de comer feijão. Como assim? Nós, pais, crescemos comendo feijão com arroz, desssa forma, por que os nossos filhos comem cada vez menos essa dupla? A RESPOSTA É: Somos espelhos para eles. Se a alimentação deles não está boa é sinal que a nossa, com certeza, está péssima. Mas por que esse BLÁ BLÁ BLÁ? O tema não é colesterol alto? Isso. Eu só queria que antes de falar qual o tipo de alimentação para corrigir colesterol do seu filho você fizesse uma reflexão sobre os hábitos alimentares de toda a sua família. Agora que eu te coloquei pra pensar ( Pelo menos espero, né!?), vamos ao assunto alvo dessa matéria: Meu filho tem Colesterol alto e agora?

              Há 10 anos não era rotina solicitar exames de colesterol em crianças menores de 10 anos. Entretanto, de lá pra cá muita coisa mudou. A alimentação inadequada, a falta de atividade física e a genética são os responsáveis pelo grande número de crianças com dislipidemia. Um estudo realizado em Pernambuco com 414 crianças mostrou que 30% delas tinham o diagnóstico. O colesterol alto é fator de risco para a Aterosclerose ( Doença que caracteriza-se pela formação de placas de gordura nas artérias que é uma das causas dos acidentes cardiovasculares e de morte).

              E quando é importante rastrear as dosagens lipídicas das crianças e adolescentes?

        •  Quando seus avós, pais, irmãos, tios e primos de primeiro grau tiverem colesterol alto ou aterosclerose prematura;

        •  Possuam manifestações clínicas de dislipidemia (xantomatose, xantelasma, arco corneal, dores abdominais recorrentes, pancreatites etc.);

        •  Apresentem outros fatores de risco da doença coronariana, como obesidade, hipertensão arterial e diabetes melitus;

        •  Façam ingestão de dieta rica em gorduras saturadas e/ou ácidos graxos trans (batata tipo chips, batata frita, comidas industrializadas congeladas, sorvete, excesso de leite e derivados, biscoitos recheados, macarrão instantâneo, etc) .

              No caso, realizado o exame e a criança ou o adolescente apresente Colesterol Total (CT) >150 mg/dL e <170 mg/dL deverão ter seus pais orientados em relação às medidas de mudança do estilo de vida, devendo repetir, anualmente, o exame do colesterol total. As crianças e adolescentes com CT >170 mg/dL já devem ser encaminhados para um nutricionista para que possam ser avaliados e inicie uma alimentação direcionada para diminuição das taxas lipídicas.

                Mudanças no Padrão Alimentar

  • Aumentar o consumo de fibras a partir de frutas, legumes e cereais integrais;
  • Estimular o consumo de arroz com feijão;
  • Preferir frango, peixes e carnes magras;
  • Preferir leite e derivados desnatados;
  • Evitar: frituras, salgadinhos, biscoitos ricos em gordura saturada e trans, nuggets, embutidos, et;.  

                Sabemos que é possível obter uma redução na incidência de complicações do colesterol alto com a adoção de um estilo de vida saudável e, com isso, evitarmos o desenvolvimento da Aterosclerose. Estudos mostram que os mecanismos de origem e desenvolvimento da doença pode levar anos o que consolidou o conceito de que o tratamento deve começar na infância. Portanto, se quisermos que nossos filhos sejam adultos saudáveis temos que cuidar deles ainda quando crianças. Na dúvida procure um nutricionista para que ele possa fazer uma avaliação mais criteriosa e tenha uma conduta individualizada.
                                                          Fica a dica da Nutri!!
Referência
I Diretriz de Prevenção da Aterosclerose na Infância e na Adolescência. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 85, Suplemento VI, dezembro de 2005.

Por: Dra. Renata Queiroz
Especialista em Emagrecimento e Nutrição Aplicada ao Esporte
Arapiraca - Clinica Santa Fé: 99681.1617 / 99104.7738
Maceió – GASTROMED (Shopping Maceió) – 3325.7470 / 3327.0136

KEEP CALM Tô NA TPM

05ce452e abc0 4b90 9e55 5a07abea80b5

                  “Contra fatos e Mulheres de TPM não há argumentos!!”. Frases como essa a internet está cheia. Bem, isso porque 7 entre 10 mulheres sofrem desse mal e é um tema que não interessa só as mulheres. Vamos ser sinceras: se você mesma não se suporta neste período ( Eu me incluo) imagine os nossos  namorados, maridos e filhos!? No final da história toooodo mundo, homens e mulheres, direto ou indiretamente, sofrem com a TPM. Complicado, né?

                   A Síndrome de Tensão Pré Menstrual ou, simplesmente, Tensão Pré Menstrual pode ser definida como um conjunto de sinais e sintomas físicos e psicológicos que ocorre na fase lútea do ciclo menstrual. No consultório, os sintomas mais relatados são: retenção hídrica, irritabilidade, ansiedade, sensibilidade  “a flor da pele”, fadiga, insônia, aumento ou redução do apetite, compulsão por doces.  E como aliviar esses sintomas?  A alimentação equilibrada e a utilização da Fitoterapia têm atuado na melhora da qualidade de vida das mulheres (e dos que convivem com ela, vamos deixar claro. Rsrs) nesse período.

Cromo: é um mineral que participa da secreção de insulina, desta forma, quando há carência os sintomas como: compulsão por doces, aumento do apetite podem estar exacerbados. O ideal é aumentar o consumo de alimentos ricos neste mineral ( grãos integrais, espinafre, brócolis, leite e derivados, etc) ou suplementá-lo (cromo picolinato);

 Magnésio: importante no tônus vascular, o aumento no consumo de alimentos ricos em magnésio (vegetais escuros folhosos, oleaginosas, cereais integrais e frutas e legumes) e / ou a suplementação vai favorecer aquelas pessoas que sofrem de inchaço nas pernas durante a TPM;

Vit B6:  é responsável pelo metabolismo das proteínas, dos carboidratos e gorduras, e é fundamental para o desenvolvimento do sistema nervoso central e da função cognitiva. O consumo adequado vai permitir combater a depressão e a ansiedade presentes na TPM. Fontes: semente de girassol, banana, atum, ervilha, inhame, pão de trigo integral, nozes, bife de fígado, alho, espinafre, melancia, abacate, etc.

Óleo de Prímula: O óleo das sementes de prímula é utilizado em mais de 30 países como um suplemento nutricional, contribuindo para uma boa qualidade de vida. A ingestão do óleo de prímula pode auxiliar atenuando os sintomas da tensão pré-menstrual tais, como: como irritabilidade, dores de cabeça, inchaço de seios, dores e inchaços abdominais, edema e ganho de peso.

Ômega-3:  Os peixes de água fria (salmão, arenque, atum) e óleo de linhaça são ricos em ômega-3, uma gordura que tem propriedades antiinflamatórias e contribui para a diminuição do aparecimento de espinhas e de celulite como, também, auxilia na manutenção do bom humor.

Lactobacilos :  os probióticos também são muito importante, já que um de seus benefícios é contribuir com a saúde intestinal, fazendo com que o intestino funcione regularmente e elimine toxinas (subprodutos do metabolismo).

                   Na dúvida, procure um Nutricionista. Ele vai te auxiliar nas melhores escolhas e estratégias.

 

Taina Santos, Gisely  Lopes. TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL (TPM): FITOTERAPIA BASEADA EM EVIDÊNCIAS. Revista UNINGÁ , V.24,n.3,pp.139-145 (Out - Dez 2015)

Ana Cunha et al. EFEITOS DO MAGNESIO SOBRE A ESTRUTURA E FUNÇÃO VASCULAR. Disponível  http://revista.hupe.uerj.br/detalhe_artigo.asp?id=92 em 26/06/2017.

Fabiana Aun, Marcia Pinheiro. ALIMENTAÇÃO E SÍNDROME DE TENSÃO PRÉ MENSTRUAL. Disponível http://www.mackenzie.com.br/fileadmin/Pesquisa/pibic/publicacoes/2011/pdf/nut/fabiana_vazquez.pdf em 24/06/2017.

Por: Dra. Renata Queiroz
Especialista em Emagrecimento e Nutrição Aplicada ao Esporte
Arapiraca - Clinica Santa Fé: 99681.1617 / 99104.7738
Santana do Ipanema – Clinica Santa Joana: 3621.1125
Maceió – GASTROMED (Shopping Maceió) – 3325.7470 / 3327.0136

 

Nutricionista dá dicas sobre como turbinar a imunidade no inverno

806ec495 f6f5 4634 86e7 ed8ef2438bb1

O inverno tá batendo na nossa porta e, com ele, as famosas gripes e resfriados. Se você fica doente com facilidade, Cuidado!! Isso pode ser um sinal de imunidade baixa.  O sistema imunológico tem a função de defender o organismo de agentes agressores (vírus, bactérias, etc). Você sabia que existe uma relação importante entre a NUTRIÇÃO e  IMUNIDADE?  Pois bem, os nutrientes agem de forma significativa para o aumento do nosso sistema de defesa, tornando-se necessário uma alimentação ADEQUADA e EQUILIBRADA.

Abaixo, alguns nutrientes, com suas respectivas fontes, que vão turbinar a sua imunidade nesse inverno.

Vit A: Cenoura, abóbora, fígado, espinafre cozido, melão, brócolis, mamão, manga, pêssego, beterraba, alho, alho poro, lentilha, melancia, banana, caqui, gema de ovo, damasco;

Vit E: Germe de trigo, óleos de soja, arroz, óleo de milho e girassol, abacate, gema de ovo, vegetais folhosos (rúcula, couve), cenoura, chuchu e pimenta;

Vit C: Goiaba, agrião, caju, espinafre, melão, frutas cítricas (Kiwi, limão, acerola, laranja, abacaxi), couve, brócolis, tomate, pimentão amarelo, gengibre;

Zinco: mariscos, ostras, carnes vermelhas, fígado, miúdos, ovos, nozes e leguminosas.

Selênio: castanha do pará, farinha de trigo, ovo, frango cozido, feijão, alho, arroz;

Vit B6: Levedo de cerveja, lentilha, arroz integral, semente de girassol, soja, germe de trigo, banana, cenoura, abacate, melão, vísceras, peixe,frango, gema de ovo, nozes.

E aí, achou que seria difícil manter a saúde em dia? Grande parte dos alimentos citados encontramos facilmente nos pequenos e grandes centros comerciais. Por outro lado, algumas situações podem derrubar a nossa imunidade.

Consumo excessivo de álcool. O álcool é um intoxicante metabólico e, além disso, pode levar à algumas carências nutricionais;

Dietas ricas em açucares, principalmente o refinado, pois impedem que as nossas células de defesa atuem contra bactérias;

Magreza e obesidade estão associadas a um sistema imunológico debilitado. A obesidade aumenta o risco de infecções e dietas restritivas diminuem as nossas defesas;

Que tal juntarmos algumas “coisinhas” e fazermos um suco verde? Ahh, tá frio, né? Melhor um chá?  Pensando bem, vamos fazer os dois!! rs

 

Suco Verde

INGREDIENTES:

1 Kiwi descascado

Suco puro de 1 Limão

½ Manga pequena

1 folha de couve

½ col chá de gengibre

1 copo (200ml) de Água de Coco

Bata tudo no liquidificador e beba em seguida (Não é necessário adoçar   nem coar)

 

Chá

INGREDIENTES:

1 Limão

1 dente de Alho

1 col sobremesa de mel de abelha

1 copo de agua mineral

 

Coloque a água em um recipiente, e leve ao fogo. Pique o dente de alho. Quando a água alcançar fervura, adicione o alho e deixe ferver por cinco minutos. Em seguida, esprema o limão e adoce com o mel e tampe, deixando descansar por aproximadamente cinco minutos. Coe o alho e tome logo em seguida, o chá deve ser consumido ainda morno.

Como Turbinar a Sua Imunidade no Inverno

5667d9f3 f5fd 4524 b5b8 8b27945ca1d5

               O inverno tá batendo na nossa porta e, com ele, as famosas gripes e resfriados. Se você fica doente com facilidade, Cuidado!! Isso pode ser um sinal de imunidade baixa.  O sistema imunológico tem a função de defender o organismo de agentes agressores (vírus, bactérias, etc). Você sabia que existe uma relação importante entre a NUTRIÇÃO e  IMUNIDADE?  Pois bem, os nutrientes agem de forma significativa para o aumento do nosso sistema de defesa, tornando-se necessário uma alimentação ADEQUADA e EQUILIBRADA.

               Abaixo, alguns nutrientes, com suas respectivas fontes, que vão turbinar a sua imunidade nesse inverno.

Vit A: Cenoura, abóbora, fígado, espinafre cozido, melão, brócolis, mamão, manga, pêssego, beterraba, alho, alho poro, lentilha, melancia, banana, caqui, gema de ovo, damasco;

Vit E: Germe de trigo, óleos de soja, arroz, óleo de milho e girassol, abacate, gema de ovo, vegetais folhosos (rúcula, couve), cenoura, chuchu e pimenta;

Vit C: Goiaba, agrião, caju, espinafre, melão, frutas cítricas (Kiwi, limão, acerola, laranja, abacaxi), couve, brócolis, tomate, pimentão amarelo, gengibre;

Zinco: mariscos, ostras, carnes vermelhas, fígado, miúdos, ovos, nozes e leguminosas.

Selênio: castanha do pará, farinha de trigo, ovo, frango cozido, feijão, alho, arroz;

Vit B6: Levedo de cerveja, lentilha, arroz integral, semente de girassol, soja, germe de trigo, banana, cenoura, abacate, melão, vísceras, peixe,frango, gema de ovo, nozes.

               E aí, achou que seria difícil manter a saúde em dia? Grande parte dos alimentos citados encontramos facilmente nos pequenos e grandes centros comerciais. Por outro lado, algumas situações podem derrubar a nossa imunidade.

  • Consumo excessivo de álcool. O álcool é um intoxicante metabólico e, além disso, pode levar à algumas carências nutricionais;
  • Dietas ricas em açucares, principalmente o refinado, pois impedem que as nossas células de defesa atuem contra bactérias;
  • Magreza e obesidade estão associadas a um sistema imunológico debilitado. A obesidade aumenta o risco de infecções e dietas restritivas diminuem as nossas defesas;

            Que tal juntarmos algumas “coisinhas” e fazermos um suco verde? Ahh, tá frio, né? Melhor um chá?  Pensando bem, vamos fazer os dois!! rs

 

Suco Verde

INGREDIENTES:

1 Kiwi descascado

Suco puro de 1 Limão

½ Manga pequena

1 folha de couve

½ col chá de gengibre

1 copo (200ml) de Água de Coco

Bata tudo no liquidificador e beba em seguida (Não é necessário adoçar   nem coar)

 

Chá

INGREDIENTES:

1 Limão

1 dente de Alho

1 col sobremesa de mel de abelha

1 copo de agua mineral

Coloque a água em um recipiente, e leve ao fogo. Pique o dente de alho. Quando a água alcançar fervura, adicione o alho e deixe ferver por cinco minutos. Em seguida, esprema o limão e adoce com o mel e tampe, deixando descansar por aproximadamente cinco minutos. Coe o alho e tome logo em seguida, o chá deve ser consumido ainda morno.

 

            Gostaria de agradecer ao Thiago Lima de Melo (@thglimamelo) que sugeriu o tema no meu IG @nutrirenataqueiroz. ;)

Por: Dra. Renata Queiroz
Especialista em Emagrecimento e Nutrição Aplicada ao Esporte
Arapiraca - Clinica Santa Fé: 99681.1617 / 99104.7738
Santana do Ipanema – Clinica Santa Joana: 3621.1125
Maceió – GASTROMED (Shopping Maceió) – 3325.7470 / 3327.0136

Que tal um jantar afrodisíaco no dia dos namorados?

A3d3972b 823d 4348 94b4 87e8184ff3e3

Ouvi muita gente comentando: “ Dia dos Namorados em plena segunda feira ninguém merece!!!

Temos que concordar: a segunda é o dia internacional da preguiça. E como conciliar a preguiça com um dia que tem que ser, no mínimo, caliente? Aí entram em jogo os nossos dotes culinários. Vamos fazer um jantarzinho afrodisíaco? Vamos lá para algumas dicas?

Dica 1: “Estar com a autoestima nas alturas”. Eu considero esse o principal ingrediente afrodisíaco. Quando nos sentimos lindas (os) qualquer dia ou hora estamos prontos e a ponto de bala (rs). Autoestima em alta? Vamos para a segunda dica...

Dica 2: Escolher bem os alimentos. Alguns deles podem acabar de vez com a sua noite, por isso, devem ser evitados, pois exercem ação nada propícia ao clima romântico: frituras e carnes gordas, que dificultam digestão; couve, repolho, couve-flor e leguminosas, como feijão, lentilhas e batata doce, que provocam gases pelo teor de fermentação; além de alho e cebola, que causam mau hálito. As massas cheias de queijo também não são uma boa escolha. Já pensou a sua gata ou seu boy “empachado (a)” , cheio(a) de gases ou com aquele hálito de cebola ou alho (Ninguém merece!!). Vou deixar lá embaixo um modelo de cardápio.

Dica 3: A SOBREMESA. Ahhh, essa tem que escolher a dedo. São 4, os alimentos que levantam a moral de qualquer pessoa: Pimenta (nesse caso você pode optar pela geléia de pimenta, ela é doce e só levemente picante), o chocolate, o morango e o chantilly. Na verdade, você pode fazer uma combinação entre eles. Vamos lá.. Forre o fundo de uma taça de sobremesa com um pouco de chantilly, coloque 2 ou 3 morangos inteiros em cima (com o talinho para baixo), pingue um pouco de geleia de pimente por cima (à gosto), finalize regando com uma calda de chocolate meio amargo. Fica deliciosa e você pode optar por não comer logo após o jantar. De repeeeente até utilizar como um joguinho na hora mais picante da noite. (Não preciso desenhar, né? Rsrsr). Uma ressalva: se optar por utilizar a sobremesa para joguinhos sexuais sugiro que não utilize a pimenta.

Dica 4: A BEBIDA: o álcool na verdade, até certo ponto, nos deixa um pouco “assanhadinhos” mas, em excesso, ele pode ser “brochante”. Portanto, MODERAÇÃO. Escolha um vinho que harmonize com a sua carne. No geral, o Vinho branco ou rosés pra peixes e aves e o tinto pra carnes vermelhas ( não indico, as carnes vermelhas tem um tempo de digestão mais longo)

Modelo de cardápio

Entrada: Salada tropical ( 3 tipos de alface, rúcula, tomate cereja, cenoura ralada, manga em tiras, ricota em cubos e, para regar, um molho de mostarda e mel)

Prato principal: Salmão ao molho de gengibre, arroz integral com lascas de amêndoas ou nozes picadas e brócolis.

OBS: Se alimentar de peixes como salmão e atum aumenta a produção de ômega-3 e ácidos graxos que elevam as taxas dos hormônios sexuais. Para completar, a utilização de gengibre no preparo da comida pode influenciar na lubrificação da vagina.

Bebida: Vinho Branco ou rosés

Tudo pronto!! Mas, lembre-se: Além de uma alimentação, é importante destacar que a prática de exercícios é indispensável para manter um bom desempenho sexual.

Feliz Dia dos Namorados!!!


 

Por: Dra. Renata Queiroz
Especialista em Emagrecimento e Nutrição Aplicada ao Esporte
Arapiraca - Clinica Santa Fé: 99681.1617 / 99104.7738
Santana do Ipanema – Clinica Santa Joana: 3621.1125
Maceió – GASTROMED (Shopping Maceió) – 3325.7470 / 3327.0136

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 fale@minutosertao.com.br