Ivete e Bel não têm nada a ver com isso... ou têm?



Por Maxwell Lucio Barbosa

O comentário abaixo está fazendo referência a Salvador unicamente por ter sido um médico daquela cidade que reclamou. Mas a situação não privilégio daquela cidade icônica, única, especial, maravilhosa.

Recentemente um médico plantonista de Salvaador/Bahia, postou que os cachês de Ivete e Bel para tocar um dia no carnaval de Salvador, daria para pagar um médico plantonista por 20 anos.

Não sei o quanto se paga a um médico plantonista, mas suponho que seja algo em torno de R$3.500,00/mês considerando que 20 anos são 240 meses.

Mas qual o benefício político que um médico traz trabalhando 20 anos? Vai apenas salvar algumas centenas de vidas. De que isso vale? Afinal, diante do sem número de pessoas que morrem diariamente nos hospitais, essas "poucas" pessoas que seriam salvas não significaria nada, não representaria um benefício que justificasse o "desvio" de tal "investimento" da festa mais popular que nós temos.

Mas ouso fazer outro cálculo considerando que todo ano tem carnaval, vejamos:

Como todos os anos haverá contratações de atrações a peso de ouro, e levando em conta o valor informado pelo médico, teríamos, dividindo o valor por 12 meses (um ano), o seguinte resultado (teoricamente):

840.000 /12 meses=70.000/mês 

70.000 / 3.500 por cada médico = 20 médicos por mês

Isso considerando um salário fictício de R$3.500,00 por médico, quando sabemos que os profissionais, sejam de qual área for (principalmente da educação), não estão lá tão valorizados no mercado de trabalho do setor público.

Pois bem. Certamente um incremento de mais 20 médicos plantonistas todos os meses nos hospitais de Salvador fariam sim um grande diferença. Claro que faria. Mas a ausência da Ivete e do Bel no carnaval de Salvador acabaria com qualquer candidatura, mormente em ano político. Sou capaz de apostar que teria um levante popular condenando governador, prefeito, vereador, deputado etc.

A ausência dos médicos?!?!?!?! Não é problema meu, eu não estou doente.

A culpa: é principalmente nossaAdemais, NÓS SOMOS BRASILEIROS, NÃO D(R)ESISTIMOS NUNCA.

Ah, quanto a Ivete e o Bel, realmente acho que eles não têm nada a ver com isso. Eles são profissionais, e são os melhores. Icontestavelmente os melhores.



Veja Mais


Comentários

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.


  • Avatar

    {{ comment.nome }}

    {{ comment.created_at | date : 'dd/MM/yy HH:mm' }}

    {{ comment.comentario }}