Maxwell Lúcio

“ESPELHO MÁGICO, ESPELHO MEU, EXISTE NO MUNDO ALGUÉM MAIS BELO DO QUE EU”? – ou seria mais honesto???

“ESPELHO MÁGICO, ESPELHO MEU, EXISTE NO MUNDO ALGUÉM MAIS BELO DO QUE EU”? – ou seria mais honesto???

O título acima é uma metáfora à declaração de um MEGA, ULTRA, HIPER, BUSTER, MASTER TUNDER ex-presidente que se declarou o homem mais honesto do mundo, acredito que tomado pelo narcisismo maquiavélico da Rainha Má, madrasta de Branca de Neve.

Quem sou eu para contestar um ex-presidente? Mas eu posso opinar. Sim, porquê não?

Senhoras, Senhores, não é somente com o roubo de milhão (no caso de nossa república, bilhão) que se faz um ladrão. A índole de uma pessoa se mede pelas pequenas ações.

Pois bem, diante de tantas acusações – que ainda precisam ser provadas é claro, apesar das evidências – aparecem guardados em um “cofre” desse ex-presidente, peças do acervo do palácio do planalto a exemplo de um faqueiro de ouro, um crucifixo esculpido por Aleijadinho, peças incrustadas com pedras preciosas etc.

Ora, essas peças foram presentes de outros chefes de Estado para nosso país. Essas peças foram usadas e “abusadas” por diversos presidentes, que entenderam não serem donos desse acervo, deixando-o no palácio presidencial quando entregaram seus postos para seus sucessores. Nenhum deles ser arvoraram no direito de leva-los para casa.

Mas o homem mais honesto do mundo não. Este MEGA, ULTRA, HIPER, BUSTER, MASTER TUNDER homem honesto resolveu levar esse acervo para certo “cofre” particular, situado em uma agência do Banco do Brasil.

Porquê, meu Deus?  Para protegê-los de roubo? Para preserva-los? Ou seria para se apoderar desse acervo caso ninguém o reclamasse?

Existem milhões de indagações para tentar descobrir o verdadeiro motivo dessa atitude. Igualmente, existem milhares de argumentos para tentar justifica-la. Mas eticamente essa atitude é extremamente reprovável, é, enfim, deplorável.

Então, Sr. Ex-presidente, quando for perguntar para o “espelho, espelho meu” se existe alguém mais honesto que Vossa Excelência, lembre que a honestidade, necessariamente, caminha de braços dados com a ética, com a honradez, com a dignidade, com a moral etc.

Por fim, sugiro que repense sua declaração e vá contribuir efetivamente para provar sua MEGA, ULTRA, HIPER, BUSTER, MASTER TUNDER inocência.

Vamos preservar o "Velho Graça" (mas não perdamos a sensatez)

Vamos preservar o Velho “Graça” (mas não perdamos a sensatez)

“(...)Mas o que se não compreende é que uma chusma de criaturas mais ou menos civilizadas se possa comprazer friamente em inutilizar uma obra de arte que a gente admira. Vem isto a propósito do apedrejamento e da destruição do monumento de Eça de Queirós, em Lisboa. 

Nunca ninguém pensou talvez que em Portugal houvesse homens capazes de cometer semelhante atentado, atentado que a nossos olhos tem quase as proporções de um sacrilégio.”.

Graciliano Ramos

Peço vênia ao Professor Ronaldo Nobre Leão que postou o texto acima nas redes sociais para poder utiliza-lo neste comentário, ficando o registro que a reprodução não é integral.

Naturalmente dá para perceber que o comentário tem relação com a atitude da professora que tirou uma foto sentada sobre os ombros da estátua do mestre “Graça”, que fica na orla de nossa querida e linda Maceió.

Minha opinião é a professora teve um momento “sem noção”. Mas taxa-la, adjetiva-la nas redes sociais da forma que foi feito, inclusive de depredadora do patrimônio público, extrapola o bom senso.

Dezenas, centenas, milhares de pessoas se arvoraram de defensores do patrimônio público, do dinheiro público, da moral pública, se arvoraram do direito de julgamento e DETONARAM a “pobre” professora (“pobre”, neste caso, trata-se de uma ironia, nada de ofensas) de forma tão acintosa, tão contundente, até vexatória podemos dizer.

Ora, quantos dos pseudos julgadores jogam lixo nas ruas a exemplo de copos descartáveis, latas de cervejas, ou de refrigerantes, ou de água mineral, bitucas de cigarros, embalagens de balas etc;? Quantos em repartições públicas (ou empresas particulares) estão dispostos a pagar a velha “gorjeta” para ter prioridade ou facilidades no seu atendimento? Quantos foram (e irão) às urnas para dar um voto para candidatos que respondem um sem número de processos, ou que sabidamente corruptos? Quantos fazem vistas grossas para a situação de nossos hospitais onde pessoas morrem sem sequer ter a oportunidade de serem atendidas (é comum vermos grávidas darem à luz nas calçadas e portas de hospitais por não existirem vagas)? Quantos fazem vistas grossas para a situação de nossas escolas, da segurança pública, enfim, para a situação de calamidade política que vivemos? Quantos fazem uma busca regular nas dependências de suas residências e arredores para combater o famigerado mosquito aedes aegypti?

 Infelizmente o espaço não me permite estender indefinidamente meus questionamentos, mas os questionamentos acima já dá para fazermos uma reflexão de nossas atitudes.

A professora cometeu um ato “sem noção”? Sim, cometeu e merece uma represália, afinal, nós precisamos presevar a imagem de Graciliano Ramos, um ícone de nossa Alagoas, nós precisamos preservar nossas raízes, nossa cultura.

Mas taxa-la, condena-la, coloca-la em uma posição das mais reles a que se leva uma pessoa é um tanto exagerado.

Analisemos nossas atitudes de forma imparcial (é muito difícil, é preciso ter coragem). Certamente vamos ver que ações aparentemente sem maiores consequências trazerm prejuízos imensuráveis para o meio ambiente, para o patrimônio público. Depois, se nos sentirmos aptos, vamos analisar as atitudes de nossos pares e tentar corrigi-los. Mas, com bom senso, não temos o direito promover o achincalhamento público de quem quer que seja.

Enfim, vamos parar de agir com hipocrisia?

Maxwell Lúcio Barbosa

Eleições 2016 - Em quem votar???

Boa noite, Caros Amigos / Caras Amigas.

Mais uma vez estamos diante de um pleito eleitoral (que se renova a cada dois anos - invelizmente). Mais uma vez vamos nos deparar com a "famigerada" e inútil propaganda política.

Curiosamente, há dez anos, no jornal Alagoas em Tempo, fiz comentário semelhante e, infelizmente, devo dizer que aquele comentário está mais atual que nunca, pois é comum vermos pessoas se declararem de uma honestidade acima de qualquer suspeita, chegam a afimar que não existem ninguém mais honesto em nenhum lugar do mundo, que são dignos de ter um lugar a direito do Pai sem precisar passar sequer pelo "purgatório".

Na prática, que decepção. Políticos investigados por corrupção, políticos respondendo processos por descumprimento da lei de responsabiliade fiscal, políticos que não têm o menor compromisso com a educação, com a saúde, com um crescimento efetivo para o país, para o Estado ou município, políticos despreparados que elaboram os mais diversos projetos de lei sem a menor utilidade prática, verdadeiras aberrações legislativas.

Para ilustrar meus argumentos enumero abaixo algumas leis publicadas pelo Brasil, que exemplificam bem a inutilidade de que falo, vejamos:

Goiânia/Go - uma lei editada proibia qualquer cidadão varrer a rua e fazer poeira ao mesmo tempo, inclusive os garis...

Dep. Eurico Miranda / 1965 - elaborou um projeto de lei para "importação" de um milhão de portugueses para povoar a amanônia...

Barra das Garças/Mt - a lei municipal 1840/95 instituiu uma área para pouso de OVNIs (discos voadores e assemelhados)...

Câmara dos Deputados - um projeto de lei de um deputado alagoano preiva punição para os aviadores que não avisassem às autoridades competentes sobre OVNIs sobrevoando o país...

Quixeramobim/Ce - um projeto de lei de um vereador previa que fossem pintadas as caudas dos animais com tinta fuosforecente a fim de protege-los...

Arapiraca/Al - dois projetos de lei de um vereador previam multa para os cidadãos que dormissem após às 07h00min da manhã, e a obrigação de todos os nubentes se submeterem ao teste do HIV que, em caso positivo, seriam impedidos de celebrar o casamento.

Ora, nós não precisamos de "santos" na politica. Não precisamos de pessoas que se intitulam o suprassumo da honestidade, da honradez, da dignidade.

Precisamos, sim, de pessoas que sejam comprometidas com nossa população, que possam nos representar com dignidade, que elaborem leis com coerência, úteis. Precisamos sim afastar estes aventureiros que brincam de legislar, precisamos afastar estes aventureiros que fingem administrar.

Nós não precisamos ser obrigados a nos submeter a exames nenhum, menos ainda ao teste do HIV, não precisamos de "aeroporto" para discos voadores, não precisamos importar ninguém para povoar a amazônia, nem penalizar ninquém que deixe de avisar sobre OVNIs sobrevoando o Brasil.

O que nós precisamos, verdadeiramente, é varrer, mesmo fazendo bastando poeira, estes políticos aventureiros que buscam apenas benefícios próprios.

Portanto, VAMOS SER CRITERIOSOS AO VOTAR.

Ivete e Bel não têm nada a ver com isso... ou têm?

O comentário abaixo está fazendo referência a Salvador unicamente por ter sido um médico daquela cidade que reclamou. Mas a situação não privilégio daquela cidade icônica, única, especial, maravilhosa.

Recentemente um médico plantonista de Salvaador/Bahia, postou que os cachês de Ivete e Bel para tocar um dia no carnaval de Salvador, daria para pagar um médico plantonista por 20 anos.

Não sei o quanto se paga a um médico plantonista, mas suponho que seja algo em torno de R$3.500,00/mês considerando que 20 anos são 240 meses.

Mas qual o benefício político que um médico traz trabalhando 20 anos? Vai apenas salvar algumas centenas de vidas. De que isso vale? Afinal, diante do sem número de pessoas que morrem diariamente nos hospitais, essas "poucas" pessoas que seriam salvas não significaria nada, não representaria um benefício que justificasse o "desvio" de tal "investimento" da festa mais popular que nós temos.

Mas ouso fazer outro cálculo considerando que todo ano tem carnaval, vejamos:

Como todos os anos haverá contratações de atrações a peso de ouro, e levando em conta o valor informado pelo médico, teríamos, dividindo o valor por 12 meses (um ano), o seguinte resultado (teoricamente):

840.000 /12 meses=70.000/mês 

70.000 / 3.500 por cada médico = 20 médicos por mês

Isso considerando um salário fictício de R$3.500,00 por médico, quando sabemos que os profissionais, sejam de qual área for (principalmente da educação), não estão lá tão valorizados no mercado de trabalho do setor público.

Pois bem. Certamente um incremento de mais 20 médicos plantonistas todos os meses nos hospitais de Salvador fariam sim um grande diferença. Claro que faria. Mas a ausência da Ivete e do Bel no carnaval de Salvador acabaria com qualquer candidatura, mormente em ano político. Sou capaz de apostar que teria um levante popular condenando governador, prefeito, vereador, deputado etc.

A ausência dos médicos?!?!?!?! Não é problema meu, eu não estou doente.

A culpa: é principalmente nossaAdemais, NÓS SOMOS BRASILEIROS, NÃO D(R)ESISTIMOS NUNCA.

Ah, quanto a Ivete e o Bel, realmente acho que eles não têm nada a ver com isso. Eles são profissionais, e são os melhores. Icontestavelmente os melhores.

Câncer - Benefícios Legais (conclusão)

Caros Amigos, Caras Amigas,

Concluindo o trabalho que me comprometi fazer, segue as últimas informações que devo prestar nesta oportunidade.

Solicito a todos que viram as últimas postagens que, caso tenham conhecimento de outros benefícios, me informem para que eu possa atualizar meus conhecimentos.

Certamente estaremos beneficiando alguém que precise, pois nossos governantes, infelizmente, preferem que a população desconheçam estes benefícios.

Vejamos:

Cirurgia de Reconstrução Mamária – Pacientes que tiveram suas mamas retiradas ou mutiladas em decorrência do câncer, podem se beneficiar de cirurgia reparadora.

- Lei 9797/99 – traz a obrigatoriedade para a rede pública promover a cirurgia

- Lei 10223/01 – obriga aos planos ou seguros de saúde

Frequência Escolar Especial – O Decreto-lei 1044/69 beneficia aos alunos acometidos de doenças graves impossibilitados de frequentar a escola

Benefício de Prestação Continuada – LOAS

- Lei 8742/93, regulamentada pelos decretos 6214/07 e 6564/08.

Auxílio Doença – A Lei 8213/91 assegura o direito ao trabalhador segurado da previdência social atingido pelo risco social doença.

Espero ter contribuido com as informações prestadas nas últimas semanas, e finalizo desejando a todos um ano novo muito especial. Fiquem com Deus.

Câncer - Benefícios legais (continuação)

Continuando com meu compromisso, segue abaixo outros benefícios que portadores de doenças graves podem se utilizar.

É fato que se faz necessário o acompanhamento de profissionais habilitados (advogados, assistentes sociais etc), pois tais benefícios têm peculiaridades que necessitam de análise de seu cabimento.

Segue as informações:

* A contribuição previdenciária dos aposentados (11%) é calculada de forma diferenciada conforme disposições da EC 47/05.

* O saque dos depósitos do FGTS é assegurado pela Lei 8.922/94 (vale ver a Lei 8.213/91)

* O saque de quotas do PIS/PASEP está assegurado pela LC nº 26/75.

* Isenção do IRPF – O Decreto 3.000/99 assegura a isenção do IR, estendendo também para outros benefícios tais como PIS/PASEP, Seguro Desemprego etc.

* Compra de Veículos Especiais – Pessoas com deficiência podem obter isenção de IPI, ICMS, IPVA e IOF na compra de veículos.

                IPI – Lei nº 8.989/95 e IN-RFB nº 988/09

                IOF – Lei nº 8.383/91

                ICMS e IPVA – devem ser pesquisadas as leis estaduais que garantem a isenção de tais impostos, senque que tais informações podem facilmente ser encontradas no sítio sefaz.al.gov.br.

* Isenção de IPTU – alguns municípios concedem esta isenção para portadores de moléstias graves, devendo ser consultada a legislação do município onde o imóvel está situado.

Reafirmo a necessidade da consulta a profissional habilitado para análise do cabimento e do alcance dos benefícios no caso em estudo.

Boa noite e até a próxima.

Câncer Benefícios Legais

Boa Noite,

Caros Amigos, peço perdão pela ausência, mas outros afazeres me tomaram um tempo precioso.

Continuando meu compromisso, apresento alguns benefícios previdenciários que portadores de doenças graves podem ter, mas registro que devemos sempre buscar orientações pontuais de um profissional habilitado, a fim de enquadrar o nosso problema com o benefício específico.

Tomo a liberdade de apresentar as leis e alguns dos benefícios que elas trazem (os que reputo mais importantes, ao menos), reafirmando a necessidade de orientação de profissional habilitado. Maiores comentários iriam tomar um tempo e um espaço muito grande, descaracterizando o objetivo de meio de comunicação, que tem dado uma contribuição impar para informar nossa população.

Vejamos então:

Lei nº 8213/91

  • Aposentadoria INSS
  • Pensão por morte

Lei 8112/90

  • Licença Saúde – Servidores Públicos
  • Aposentadoria – Servidores Público
  • Pensão por morte – Servidores Públicos

Lei 6880/80

  • Aposentadoria - Militares

Lembrando que estas informações não esgotam as disposições legais espero ter ajudado.

Câncer, benefícios legais - TFD: Tratamento Fora do Domicílio

                                           CÂNCER – Benefício legais

                                    TFD – Tratamento Fora do Domicílio

Eu já comentei anteriormente que sou portador de CA de medula óssea – Mieloma Múltiplo, e que superei a primeira batalha contra a doença. Digo primeira porque sou consciente que esse tipo de câncer é crônico. Mas não reclamo, só agradeço, pois meu transplante foi um sucesso e estou em remissão completa desde 04.2011.

Pois bem. Diante do diagnóstico passei a pesquisar junto ao ordenamento jurídico pátrio o que poderia ter de benefícios, quando constatei que existem diversas normas favoráveis a portadores de doenças graves – como o câncer, por exemplo – que são desconhecidas da imensa maioria da população.

Não é nenhuma novidade que nossa população é extremamente desinformada. INFELIZMENTE.

Daí, idealizei um panfleto informativo que já distribuí 30.000 unidades entre as cidades de Arapiraca, Maceió, Recife e São Paulo (na Santa Casa).

Como me foi confiado este espaço, resolvi também fazer a divulgação de minha pesquisa aqui, pois acredito que poderá alcançar um número considerável de pessoas. Vou fazê-la em doses homeopáticas, comentando sobre um benefício pesquisado a cada semana.

Inicialmente apresento-lhes o TFD – um programa do governo federal que significa Tratamento Fora do Domicílio, amparado pela Portaria nº 55/99, da Secretaria e Assistência à Saúde, que, em seu Art. 4º, traz como despesas permitidas aquelas relativas a: transporte aéreo, terrestre e fluvial; diárias para alimentação e pernoite para paciente e acompanhante, devendo ser autorizadas de acordo com a disponibilidade orçamentária do município/estado.

O caminho a percorrer para buscar esse benefício é o caminho das secretarias de saúde do Estado ou dos Municípios. Se você precisa se deslocar para outro Estado da federação, você deverá se dirigir a Secretaria de Saúde do Estado; se o tratamento for em outro município, dentro de um mesmo Estado, você deve procurar a Secretaria de Saúde do seu Município.

É difícil conseguir o benefício? Não, não é. Sou testemunha do excelente atendimento prestado pelo governo do Estado de Alagoas, através da equipe da Secretaria de Sáude, pois sou usuário do programa desde 2010, e nunca tive o menor problema para conseguir os benefícios elencados na portaria quando viajei para a capital paulista fazer meu transplante e/ou consultas.Sempre consegui as passagens, para mim e para minha acompanhante, e diárias quando delas precisei.

Assim, finalizo a primeira postagem sobre minha pesquisa. Peço para aqueles que virem esta postagem, que divulguem, multipliquem o conhecimento.

Até a próxima oportunidade.

O Câncer e os mais diversos remédios milagrosos.

O Câncer e os mais diversos remédios milagrosos – que funcionam, garante o dito popular...

Não escondo de ninguém que superei um câncer (Mieloma Múltíplo - CA de medula). Não escondo porque procuro transmitir minha experiência no enfrentamento da doença na tentativa de minimizar o impacto de diagnóstico tão cruel na vida das pessoas que passam por situação semelhante a minha.

Como venho convivendo com essa doença desde 2010, constantemente fui e sou abordado com indicações de remédios milagrosos que curam qualquer tipo de câncer: a banha do sapo cururu (ou seria de qualquer sapo?), a fruta noni, a graviola, e mais recentemente a fosfoetanolamina (tratamento idealizado por um professor aposentado da USP).

Está sendo veiculado um vídeo nas redes sociais que afirma, categoricamente, que essa droga cura o câncer, o que está provocando uma corrida desenfreada em busca desse tratamento. Não tem sequer indicação de qual tipo de câncer pode ser tratado pela droga, o que dá a entender que a droga pode ser utilizada para tratar qualquer tipo de neoplasia.

Em contrapartida, a USP, através do IQSC - Instituto de Química de São Carlos, afirma, também nas redes sociais - inclusive, que não dá garantias de que o tratamento é seguro. Que não existe comprovação científica da eficácia da droga.

Mais. Afirma que o professor que promoveu o estudo está aposentado, e que seu quadro de servidores não tem condições de dar quaisquer informações, por minimas que seja, sobre a fosfoetanolamina.

Ora, para se colocar uma droga no mercado são necessários pesquisas e experimentos à exaustão. Não é simplesmente ouvir que “alguém usou banha de sapo”, ou outro remédio milagroso qualquer e aceitarmos como verdade absoluta. É preciso cautela, muita cautela.

Mas ouso dar umas dicas: se você está enfrentando um problema de tamanha gravidade, primeiro tenha muita fé em Deus – é Ele quem vai lhes dar condições de externar sua força interior para enfrentar a doença, confie em seu médico (ele estudou e tem o conhecimento necessário para dizer o que você precisa), seja determinado na busca de seu tratamento e seja disciplinado com as orientações médicas. Lembre-se: o melhor remédio para enfrentar uma doença grave é seu estado de espírito. Não se deixe abater, não se entregue a doença, reaja.

Afinal, enquanto há vida, há esperança.

A importância de ser doador de sangue

A importância de ser doador de sangue.

O HEMOAL (banco de sangue em Maceió) juntmente com o HEMOAR (banco de Sangue em Arapiraca) lançaram uma campanha de doação de sangue na última semana.

Pois bem. Há alguns anos acompanho os trabalhos prestados pelo HEMOAR, hemocentro de Arapiraca, e sempre encontro uma situação preocupante quanto ao estoque de sangue naquela unidade. No HEMOAL não é diferente, acredito, pois não é a toa que constantemente está se fazendo campanhas e mais campanhas para doação.

E nós? Continuamos inertes, infelizmente.

Quantas campanhas pontuais de doação de sangue são lançadas nas redes sociais ou nos meios de comunicação, onde familiares e amigos de pessoas tomadas de surpresa por problemas de saúde graves, acidentes, vítimas de violência etc., se mobilizam para SALVAR aquelas vidas diante da dificuldade de conseguir o líquido vital? Dezenas, centenas talvez.

E nós? Continuamos inertes, repito.

Talvez por achar que aquela situação jamais nos alcançará; que somos habilidosos ou cuidadosos demais para nos envolver em acidentes; que temos saúde de sobra e somos imunes às doenças; que o acaso é para os outros. Pura BESTEIRA.

Acidentes, problemas de saúde, o acaso (sim, o acaso) não escolhem as pessoas por raça, cor, credo, idade etc. Todos estão sujeitos às adversidades da vida.

Então, vamos tentar mudar a situação agonizante de nossos bancos de sangue. Vamos fazer doações regulares a fim de manter o estoque de sangue em nossos bancos em um nível satisfatório, ao menos. Vamos abraçar a campanha dos Bancos de Sangue de nossa região.

Doar sangue é um gesto simples de desprendimento, de voluntariado, de caridade, de amor ao próximo. Doar sangue é salvar vidas, pois cada bolsa de sangue de uma única doação se transforma em quatro bolsas dos seguintes Hemocomponentes (podendo salvar até quatro vidas):

  1. concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos) – utilizados em pacientes com anemias agudas causadas por hemorragias, perda de sangue, cirurgias, transplantes, tratamentos de leucemias e doenças falciforme;
  2. concentrado de plaqueta,- utilizadas em pacientes que fazem tratamentos de leucemia,  oncologia em quimioterapia e radioterapia, dengue hemorrágica etc.;
  3. plasma – utilizado em pacientes com sangramento, queimaduras, transplantados, portadores de cirrose e outros problemas hepáticos, e
  4. crioprecipitados que podem ser utilizados em diversas situações clínicas, a exemplo da hemofilia etc.

                                               DOE SANGUE – DOE VIDA

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 fale@minutosertao.com.br