Os primos Letícia, Felipe e Lucas recebem a primeira comunhão na Igreja N Srª de Lourdes



Por Lourdes Rizzatto & Silvestre Rizzatto

A tarde do sábado (12) teve um significado especial para as famílias Nascimento Albuquerque Amorim, Amorim Mendes e Amorim Maurício com a primeira comunhão de Letícia, Felipe e Lucas. A cerimônia foi realizada pelo padre Antenor na igreja de Nossa  Senhora de Lourdes, no bairro São Luís I, em Arapiraca.

A celebração cristã, para estas famílias, traz a renovação das promessas feitas no batismo pelos pais e padrinhos que, agora, é verbalizada por estes pré-adolescentes que compreendem o significado do sacrifício de Jesus Cristo para que o ser humano preserve a união da alma com Deus e, assim, possa alcançar a salvação..., a vida eterna.

O maior aprendizado, ao meu ver, foi o despertar da fé, através do “conhecer” Deus, para que a vida passe a ter um significado maior, onde a bondade, a caridade, o respeito ao ser humano possam gerar atos voluntários de sorrisos, de sonoros bom dia, até mesmo a quem não se conhece. Abrir o coração para Deus é saber que podemos fazer o bem sem olhar a quem, com pequenos gestos cidadãos (ajudar um idoso a atravessar a rua, ou ceder o lugar a uma gestante, agradecer a quem nos atende na padaria, supermercado, no posto de combustível...).

É preciso exercitar os ensinamentos de Jesus e, principalmente, entender que não podemos dar uma “flor” e esperar sorrisos, um obrigado..., se sentimos o desejo de dar uma “flor” vamos fazê-lo por amor, por carinho, por amizade, por respeito, não para ter algo em troca. Temos que praticar diariamente o bem para passarmos a sentir o “Deus que habita em nós” e, assim contribuir com a nossa parcela para que esse mundo seja mais humano, honesto e justo.

O que as catequistas Josefa, Joana e Eliane ensinaram ao longo de mais um ano foi além das passagens bíblicas. Elas deixaram nestes jovens cristãos a mensagem de que a “eucaristia” é um ritual de sacramento e sacrifício (ao tornar pão em corpo, e vinho em sangue) realizado por Jesus na última ceia e, com este gesto, “o filho de Deus” nos deu a possibilidade de conhecer o Pai Eterno para  sermos salvos de nossas aflições, de nossos medos, de nossas limitações, pois temos um Deus para crer, para confiar, para nos proteger.

Esta mensagem foi reforçada por padre Antenor que de forma acessível aos corações falou de um Deus presente, que podemos e devemos confiar, pois ao nos amparar Ele nos fortalece e nos reconduz para que possamos superar as adversidades. Ao ver os primos Letícia, Felipe e Lucas atentos às palavras proferidas pelo padre, tive a certeza que realmente uma nova jornada cristã havia iniciado para estes três jovens e para todos aqueles que estavam atentos à palavra de Deus.

Foi emocionante ver e sentir o interesse desses jovens por um Deus fortalecedor e Pai presente. Foi tocante o ritual da cerimônia e o envolvimento das famílias para tornar marcante essa data. Este foi um daqueles momentos em que a mesma emoção da celebração também foi levada ao lar. Mais do que bolo e lembrancinhas, o momento em família veio repleto de um Deus que abençoa através da natureza, de gestos carinhosos, do compartilhar... É o exercício dos ensinamentos de Jesus de uma forma intrínseca, explícita e natural que só me resta dizer, obrigada por permitir que eu e Silvestre Rizzatto registrássemos esse momento cristão e de intimidade familiar!

 


Mais Imagens



Veja Mais


Comentários

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.


  • Avatar

    {{ comment.nome }}

    {{ comment.created_at | date : 'dd/MM/yy HH:mm' }}

    {{ comment.comentario }}